Serras Gaúchas

Sexta, 06/06/08.

Partida: Aeroporto Pinto Martins (FOR) às 17:40h

Conexão: Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek (BSB) às 21:00h

Chegada: Aeroporto Salgado Filho (POA) às 23:30h

A viagem foi bastante tranquila. No Aeroporto de POA, tínhamos uma pré-reserva com a Unidas, mas fomos checar o preço das outras locadoras que se encontravam abertas. Em todas que pudemos olhar ou as diárias com km livre eram mais caras pra carros simples, ou então, só tinham carros mais completos e bem mais caros disponíveis. Então ficamos com a Unidas mesmo. O atendimento foi muito bom. Locamos um gol simples 2 portas com km livre. Foram 5 diárias por cerca de R$420,00 reais. Uma van da Unidas nos levou até o galpão onde estava o carro dentro do aeroporto mesmo. Verificamos o carro e o recebemos com tanque cheio. Arrumamos as malas, da melhor forma que foi possível, afinal, o porta-malas do gol é pequeno pra 4 malas…ou será que as malas levadas eram muito grandes? 🙂 Como a minha era a menor, ela foi no banco de trás, ao meu lado. O que salvou a pele, pois durante o caminho pra Gramado tava fazendo muito frio, então consegui pegar o par de luvas na mala. A grande dificuldade que tivemos foi justamente pelo fato de estar frio e com alguma neblina logo na saída de POA. Como o carro era simples, sem ar frio, nem ar quente, tínhamos que andar com os vidros abertos, nem que fosse só um pouco. O vidro embaçava toda hora. Teve uma hora que não deu pra ver nada, e nosso amigo que estava ao volante, teve que ir por alguns km com a cabeça para fora guiando o carro. Então, se alguém for de carro alugado nesse período, eu recomendo alugar um carro com ar frio/quente. Você vai precisar, principalmente, à noite. Depois desse problema inicial, seguimos pra Gramado sem problemas. A estrada é um “tapete” e muito bem sinalizada. Atenção somente para os controladores de velocidade, são 10 durante o percurso. Tem dois pedágios no caminho também: um de R$2,40 e outro de R$6,10. Chegamos a Gramado por volta de 02:30 da manhã. Todos estávamos com muita fome. Avistamos um posto Br do lado esquerdo que se encontrava aberto, na entrada de Gramado, e paramos lá pra comer. Bem legal, tem máquinas de chocolate quente, café, e um forninho elétrico onde você mesmo coloca as pizzas e sanduíches disponíveis pra assar. Depois fomos procurar o Hotel Caracol, onde nos hospedamos. A primeira vista, parecia ser bom, a não ser pela dificuldade de ligar a calefação, que ainda é a gás. A diária foi R$60,00 com café.

  • Unidas: 0800 121 121 ou sac@unidas.com.br
  • Hotel Caracol: RS 235, 471 – Remanso – Telefone: ( 54 ) – 3282-1226 – Canela – RS http://www.hotelcaracol.com.br/

Sábado, 07/06/08.

A dormida não foi das melhores. Simplesmente, a gente acordou e a calefação estava desligada. Eu e meu namorado sentimos muito frio e nossos amigos, que estavam no quarto ao lado, sentiram também. Bem, descemos pra tomar o café, que era só até 09:30. O café não tinha variedade. No primeiro dia e no segundo, a gente até comeu sem reclamar, mas depois, não dava mais. Era sempre a mesma coisa, sempre! E ao chegar na recepção o dono me chamou e disse que eu teria que pagar mais uma diária, porque a filha dele que responde os e-mails, contabilizou uma diária a menos. Aí já fiquei com raiva. Se eu cheguei na madrugada do dia 07 e ficaria até o dia 11, são 5 diárias, mas a pessoa que respondia os e-mails, só contabilizava 4 diárias. Eu ainda disse pro dono, que em todos os e-mails que mandei, deixei claro que chegaria na madrugada do dia 7, por volta de duas da manhã, e a mulher ainda entendeu que eu chegaria a tarde…eu hein?! No final cheguei a conclusão: as pessoas que cuidam do hotel são desprepradas. Além disso, fui perguntar porque eu acordei e a calefação estava desligada. O dono disse que o sistema se desliga quando vê a luz do dia. Pode???? Já pensou se vocês vierem aqui pra Fortaleza, onde o calor predomina, e vocês estiverem dormindo e o ar condicionado ou o ventilador, se desligarem de madrugada? Enfim, eu reclamei que tinha passado frio e que precisava da calefação ligada até eu sair do quarto, porque o banheiro também não tinha aquecimento, então o do quarto ajudava. Depois eu conto mais episódios.

Fomos pra diversão, rumo a Bento Gonçalves. Vou começar dizendo a vocês que se forem fazer o passeio da Maria Fumaça, reservem logo antes de chegar lá. Fui me lembrar disso só na véspera da viagem, mandei e-mail e o trem já estava lotado, mas você fica na lista de espera, caso haja desistências. E foi o que nos aconteceu. Reservei pra 4 pessoas, houve desistências, e consegui lugar pra nós, no passeio das 14hs do sábado. Os passeios só acontecem às quartas e sábados. Eu fiz um roteiro bem legal e imprimi mapas que nos ajudaram muito durante o percurso. Pra chegar a Bento não tivemos dificuldades. Tiramos foto no pórtico de entrada e fomos pra estação comprar logo os ingressos da Maria Fumaça. Eu vi muita gente voltando da bilheteria sem ingressos, porque o trem estava esgotado. Chegou minha vez, e ainda bem, minha reserva estava ok! O passeio custa R$43,00 por pessoa e você ainda ganha ingresso pra Epopéia Italiana, pra ir depois da Maria Fumaça, mas não fizemos devido ao nosso tempo estar todo preenchido. Como ainda era por volta do meio dia, pedimos indicação de um restaurante self service e fomos almoçar. Passamos na Igreja Matriz Cristo Rei e tiramos foto, e também em um tremzinho que tem fora da estação. O self service fica bem próximo a igreja. O nome é Bene Mangiare. Boa variedade de comida e preço acessível. Pra duas pessoas, saiu R$18,80 com refri. Chegou a hora do passeio, muito legal as músicas, aquele clima todo na estação regado a vinho…adorei. O percurso são 23km, e a Maria Fumaça vai bem devagarzinho. Tem uma moça que vai explicando sobre as cidades do percurso e vez por outra entra alguma atração no vagão. Algumas vezes eu senti tédio. Tinha alguns momentos em que ficava o silêncio e a música napolitana ao fundo, sem paisagens pra olhar. Mas no todo, valeu a pena. Na hora das paradas, era a hora de curtir a música e encher as taças. As apresentações eram muito legais, foram 3 no total. No meu roteiro, pra depois desse passeio, eu tinha sugerido visitar alguma vinícola. Acabamos não visitando, pois demos prioridade ao Chateau Lacave, em Caxias do Sul. Nos dirigimos pra lá e desconfiados de não estar no caminho certo, perguntamos a um policial rodoviário que nos indicou o caminho certo. Ainda bem que tínhamos passado pouco do local. Olha, vale a pena demais conhecer o Chateau. É muito lindo, tudo rústico, medieval. O castelo e a área externa dele é lindo. Dentro nem se fala. Uma moça simpática chamada Flávia, vestida de princesa, nos guiou. Fomos o último grupo do dia, pois o Chateau se preparava pra receber um casamento. Ai que chique! Caminhamos por dentro dos corredores meio escuros, com estátuas de cavaleiros, esculturas e pinturas, um ambiente até meio sombrio, principalmente a parte onde as garrafas de vinho ficam descansando. Enfim, foi um barato. Ao final degustamos alguns vinhos e fomos pra loja. Compramos alguns presentes para os outros e para nós. Os preços são bem acessíveis. Tem estojos pra dar de presente também. A gente comprou uns 5 kits com 3 mini garrafas cada, dois Anticuários, sendo um com estojo, e dois Varietais Cabernet Sauvignon, um também com estojo. Tudo custou R$158,00. Ah! O Chateau conta também com um restaurante que abre por volta de 19:30h. Fomos só conhecer o ambiente, pois ainda demoraria certo tempo pra abrir. Na volta pra Gramado a gente pegou uma chuva muito forte, o que deixava sempre os vidros embaçados nos forçando a parar em um posto. Limpamos todos os vidros com jornal. Foi um santo remédio. Pegamos até algumas folhas de reserva pra ir limpando os vidros no caminho. Bastante exaustos, fomos direto jantar. Nossa ideia inicial era comer fondue. Optamos por um restaurante ao lado do hotel caracol, o Don Solon. Na placa de um lado, dizia seqüência por R$23,90 e na outra, rodízio, por R$23,90. Ficamos empolgados com a idéia do rodízio pelo preço que estava anunciado. Mas não tinha rodízio, era só seqüência mesmo. Não quisemos fazer confusão, mas tínhamos todo o direito de exigir rodízio pelo preço que estava. O restaurante tinha sido aberto a pouco tempo, e o gerente/dono tinha sido muito prestativo, então deixamos pra lá. Acabamos comendo massa por R$16,90 por pessoa, até bem servida a porção. O jantar saiu por R$50,75 com vinhos, refri e água. De lá, fomos dormir.

  • Passeio Maria Fumaça: Giordani Turismo – Fone (54) 3452 6042 ou www.giordaniturismo.com.br
  • Bene Mangiare: Rua Dr Casagrande, 473. Cidade Alta – Bento Gonçalves – RS. Fone (54) 3453 7819.
  • Chateau Lacave: BR 116 – Km 143 – Caxias do Sul/RS Fone: (54) 4009.4822 http://www.chateaulacave.com.br
  • Don Solon: Estrada Canela – Gramado, próximo ao acesso ao Caracol. Fone (54) 3282 2660

Domingo, 08/06/08.

Acordamos cedo, pois nosso dia estava cheio. Começamos indo no Mundo Encantado. R$10,00 a entrada. De todos os passeios, esse foi o que menos valeu a pena. É a história de Gramado retratada por miniaturas. Muito simples, parece uma maquete, com pouquíssimos personagens que se movimentam. São quatro cenários. Você não demora nem 20min pra ver tudo e com explicação do guia. Quando saímos de lá, a neblina estava intensa. Fomos pra Aldeia do Papai Noel, mas a moça da entrada nos aconselhou a voltar mais tarde por conta da neblina que cobria a parte aberta do parque. Então, fomos pro Belvedere, depois pra Prefeitura, Palácio dos Festivais, Praça Major Nicoleti. É na praça que fica o Centro de Informações Turísticas e abaixo dele, fica o banheiro público limpinho e bem cuidado. Na rua Coberta, paramos no Petit Café pra tomar cerveja e vinho. Muito legal a rua, tem uma estátua de um velhinho sentado, onde todo mundo tira foto. Aliás, lá é comum ver bonecos de pano ou estátuas pra tirar fotos. Eu tirei foto até com o Ratatouille, que fica na entrada de um restaurante de mesmo nome. É muito bom ver o zelo que as pessoas tem com a cidade. A educação e o atendimento são exemplares. Fomos na Igreja de São Pedro, entramos em algumas lojas e ao andar na rua a gente sempre recebia pafletos com indicaçôes de restaurantes e descontos. Sem contar as lojas de chocolate, sempre distribuindo alguns pra degustação. Ao passar na Lugano, recebemos alguns no formato de moedas com sabor kiwi, laranja e ao leite. Um desses panfletos nos indicava o Restaurante Hakone, buffet livre a R$9,90 com sobremesa. Fomos pra lá, muito boa a comida, a gente comeu bastante. Mas as sobremesas eram fracas. Enfim, o foco era a comida. O total pra duas pessoas saiu R$24,90 com refrigerantes. O preço normal deles é R$12,90 por pessoa. No dia que a gente foi, tinha essa promoçâo. Sentamos um pouco na praça e um senhor nos indicou a Loja de Fábrica da Florybal dizendo que ganharíamos um brinde. Fomos conferir. Muito legal a fachada da Loja. A visita foi até rápida porque a fábrica não estava funcionando, vimos só as máquinas paradas e uma torre por onde desce o chocolate. Degustamos alguns chocolates, fiz umas comprinhas e ainda tomamos chocolate quente de chocolate puro por R$2,00. Uma delícia!!! O chocolate lá é barato, comprei muita coisa por R$32,60. Nosso brinde foram barrinhas de chocolate. Seguimos para a Aldeia do Papai Noel, R$14,00 a entrada. Muito lindo lá dentro. Uma área verde com pinheiros enormes, muitos locais pra tirar foto, tudo muito enfeitado…a casinha do papai noel é linda, a vista do mirante, vimos as renas de pertinho, tem a árvore dos desejos, você pega na entrada uma plaquinha de madeira pra escrever seu desejo e pendurar na árvore. O parque tem uma área bem grande e moça na entrada disse pra gente se manter sempre a direita. Quando saímos, fomos conferir o mapa que tem lá fora e percebemos que não vimos alguns locais que tem no mapa. Não fizemos o percurso direito…logo eu que gosto de ver tudo. Valeu a pena demais. Ainda demos uma parada no Museu do Perfume, foi bem rápido, não tem muito o que ver, mas sim o que comprar. Seguimos pra pousada, descansamos um pouco e depois fomos tomar um vinho na Adega e Restaurante Don Alejandro. Fica perto do Hotel Caracol também. Pedimos uma tábua de frios pra acompanhar o vinho e nela veio umas pimentinhas que pareciam gotas. É a chamada pimenta beijinho, ótima pra acompanhar os frios. Ela tem muito sabor e quase nada de ardor. Lá tem potes pra vender. Compramos um também. Vinho + Frios + Pimenta custou R$23,00 pro casal. Hoje, não poderia faltar o fondue, recebmos um panfleto do Challét de La Fondue e fomos conferir. Affff Bom demais. Como era domingo a noite, a cidade estava mais vazia e eramos os únicos clientes do restaurante. Ótimo, atendimento exclusivo. Se não me engano foi R$26,00 a sequência. Pedimos 4 seqüências. Era muita comida. 2 seqüências + vinho e água/refri custou R$68,75 pro casal. Depois fomos dormir.

  • Mundo Encantado:Av. das Hortênsias, 2400 (54) 3286 5872
  • Petit Café: Rua Coberta – Gramado – RS Fone: (54)3286 4793
  • Restaurante Hakone: Rua Garibaldi, 271 Centro – Gramado-RS Fone: (54) 3286 1403
  • Loja de Fábrica da Florybal: Rua Tristão Oliveira, 1.200 Fone: (54) 3286 2284
  • Museu do Perfume: Avenida das Hortênsias, 3662 (estrada Gramado – Canela) (54) 3286 2719
  • Adega e Restaurante Don Alejandro: Av. Don Luiz 960 Guanella, Canela – RS Fone (54) 3282 1456
  • Challét de La Fondue: Estrada Gramado Canela, 1.576 Fone: (54) 3282 4436

Segunda, 09/06/2008.

Essa segunda-feira foi um dia cinza. Acordamos e vimos que estava uma chuva boa lá fora. Então fomos tomar café e rezar pra ela passar. Mas ela não passou. Fomos procurar dentro do nosso roteiro atrações que pudessem ser feitas com chuva. Mas antes, deixa eu contar um episódio. Cansados da mesmice do café da manhã do Hotel Caracol, resolvemos pedir um ovinho frito pra pelo menos mudar o pão com queijo e presunto. Essa era a segunda vez que fazíamos isso, e novamente ouvimos um não, além de um “só tem o que está lá na mesa”. Pense na raiva! Como é que se faz uns biscoitos que tinha lá, bolo e outras massas… que levam ovo, se não tem ovo?! Olha…ainda bem que no dia seguinte a gente ía dar tchau aquele lugar e a má vontade das pessoas. Fomos pros passeios e começamos pelo Mundo a Vapor. Achei um barato ver aquelas mini fábricas funcionando pra fazer objetos reais. É uma visita até rápida. Custou R$10,00 o ingresso normal e R$7,00 pra mim que sou estudante. Aliás, lá é o único local que tem preço diferenciado pra estudante. Lá dentro, tem umas lojinhas, uns locais legais pra bater foto e um balcão da Vínicola Jolimont. Fomos lá, conversamos com um rapaz muito simpático e ele nos indicou a visita à Jolimont. Como já estava no nosso roteiro e dava pra fazer com chuva, nós fomos. Chegando lá, deu logo pra ver o parreiral seco, triste…sem nem uma uvinha. Elas ficam carregadas no período de dezembro a janeiro. Ah, assim como as hortênsias viu! Gramado nessa época em que fui, estava triste com as hortênsias murchinhas. Vez por outra, ainda era possível ver algum cacho florido. Então, entramos na Jolimont. Durante a visita não tem muito o que ver, a não ser os imponentes barris de madeira/carvalho. Mas as explicações dadas sobre os vinhos, uvas, armazenamento foram muito ricas. Seguimos pra degustação. Após a prova, o guia nos explicou que eles não vendem a unidade. Pra suco de uva, só caixa com 12 unidades e pra vinho, caixas com 6/12. Como ficamos interessados em uma uva que não estava disponível pra degustação e que segundo o guia, só tem lá, a Egiodola (de origem americana), então, compramos uma caixa com 6 unidades, que custou R$120,00. Eles também entregam em todo o Brasil. Saindo da Jolimont, vimos a Catedral de Canela por dentro, por conta da chuva e depois fomos degustar frios na loja Queijos e Vinhos da Serra, bem ao lado da catedral. Maravilha de salames e queijos temperados. A gente comprou Salame de Javali e outro sem gordura e um queijo temperado com bacon, salsa e cebola, tudo por R$30,00. Degustamos também, a famosa cachaça da região, a Grapa. Eta bichinha forte. Andamos nas lojinhas de malha ao redor da catedral, sem muito pra onde ir, por conta da chuva, então fomos em busca de almoçar algo que não pesasse tanto no estomago. Fomos comer sanduíche no Skillo, que foi muito bem falado na comunidade Serra Gaucha: Gramado e Canela do Orkut. O pessoal da comunidade é bem atencioso e me ajudaram bastante na hora de decidir o que fazer na região. Após tanta degustação e de ver o tamanho do sanduíche da casa, eu e meu namorado resolvemos dividir um de filé. Tava bom, mas eu esperava mais. Nosso casal de amigos optou por um hot dog de lingüiça. Ele adorou, ela não. Enfim, nossa parte foi R$15,00 o sanduíche + cerveja/refri. Como era nossa última diária paga no Hotel Caracol, resolvemos procurar uma pousada pra passar o último dia bem mais acomodados e com café da manhã farto. Após algumas pesquisas, optamos pela Pousada Encantos da Terra. Outro nível. Recepção com lareira e computador com acesso a Internet disponível, quartos com calefação e cobertor elétricos, banheiro com aquecimento central, wireless… enfim, uma realidade digna da nossa presença 🙂 Tava decidido. Ela lá que passaríamos nosso último dia. Saindo de Canela, ainda com chuva, fomos pro museu de Chocolate da Prawer. Demorou bastante até entrarmos na fábrica. Ficamos cozinhando na entrada da loja, aí resolvemos ver os chocolates e comprovamos que o preço é bem mais caro do que em outros locais. A visita a fábrica foi rápida e não é permitido tirar fotos durante a mesma. Depois fomos rodar e procurar o que fazer, mas nosso roteiro só tinha locais abertos. Vimos a estátua do Kikito na Rótula das Bandeiras e tiramos foto. Aí ficamos rodando de carro, só observando a arquitetura da região. Sem mais nada pra fazer por conta da chuva, fomos pro hotel descansar um pouco, trocar de roupa e fomos jantar. A idéia inicial dos meninos era um restaurante alemão que tem em um mini shopping. Até que fomos abordados por Jesus?!? Isso mesmo. Um simpático senhor, baixinho, careca e cheio de dizeres hilários que apareceu pra nos convencer a ir pro Bella Pasta. Esqueci de dizer que quando o final de semana vai embora, a cidade fica vazia. Então os restaurantes que abrem, escalam seus recrutas pra convencer aos poucos turistas de que a casa deles é a melhor. Foi o que o Jesus fez. Lá realmente era muito bom. Eu e minha amiga, comemos uma massa pra duas pessoas maravilhosa. Acho que dava até pra mais, porque os meninos ficaram beslicando também. A massa com vinhos mais couver saiu por R$43,45. Notem que o que deixa as refeições com preço mais alto é sempre o vinho. A noite acabou pra mim que não estava passando bem, mas nosso casal de amigos e meu namorado ainda foram para o Pub dos Alpes. Afinal, eles tinham que comer algo da culinária alemã e lá tinha o famoso salsichão, além da cerveja, de mesas de sinuca e do dono que eu soube que era uma simpatia. O termômetro marcava 4º, tava friooooooooo.

  • Mundo a Vapor: Av. Don Guanella, 1177. Gramado – RS
  • Vinícola Jolimont:Estrada Morro Calçado, s/n. Canela – Rs Fone (54) 3282 1232
  • Queijos e Vinhos da Serra:Praça da Matriz – Canela – RS Fone (54) 3282 2563
  • Pousada Encantos da Terra: Rua Tenente Manoel Corrêa, 282 – Centro – Canela Fone (54) 3282 2080
  • Chocolate Prawer: Av. das Hortênsias, 4120. Gramado.
  • Bella Pasta: Rua Augusto Zatti, 55 – Centro – Gramado/RS Fone (54) 3286 6150
  • Pub dos Alpes: Av. das Hortênsias, 1141 2º piso Gramado/RS Fone (54) 9923 3884

Terça, 10/06/2008.

Acordamos cedo, arrumamos a mala e fizemos o check out do Hotel Caracol. 4 diárias por R$240,00 (50% adiantados pra fechar a reserva e 50% no fechamento). ADEUS! Nos dirigimos pra Canela pra fazer o check in na Pousada Encantos da Terra. Fomos muito bem recepcionados, preenchemos a ficha cadastral e ainda recebemos um cartão vip juntamente com um livreto com vários locais onde teríamos desconto. Show! Pena que já era o penúltimo dia. Então fomos para o Parque do Caracol. Adorei todo aquele verde e aquela cachoeira. Foi R$8,00 da entrada mais R$6,00 pra subir na Torre 360º Linda vista. De lá dá pra ver o Parque do Teleférico. A gente não foi porque o legal do caminho é o mar de hortênsias abaixo de você, e como todas estavam murchas, não valia a pena. Até porque a cachoeira já dava pra ver dos mirantes do Parque do Caracol. Pena. Enfim, andamos a beça no parque, é muito bem cuidado. De lá, tiramos foto no Castelinho Caracol, só por fora, e também em uma lojinha que vende bonecos de pano de todos os tipos, que é bem linda e enfeitada, fica entre o Parque do Caracol e o Castelinho. Você logo avista pela fachada cheia de bonecos pendurados. A dona é uma simpatia, até nos ofereceu chimarrão, há tempos queríamos provar. Então, seguimos pro Alpen Park. Olha, foi um dos melhores passeios. Recomendo demais. Descer no trenó é um barato. Pena que não é permitido levar máquina pra fotografar/filmar, pois as pessoas estavam parando os carros pra tirar fotos, o que poderia causar um acidente quando viesse outro carro atrás. A descida é um barato, vai bem rápido, a gente não freou não, só quando a placa mandava. O visual é lindo. Custou R$21,00 trenó pra duas pessoas. Depois da descida você tem a opção de comprar o cd com sua foto por R$15,00. Como eram duas fotos, a gente pagou R$7,50 cada casal. Ainda fizemos tirolesa a R$20,00 por pessoa. São duas, uma indo e outro vindo. Muito legal! Como já passava das 14hs, os restaurantes se encontravam fechados em Gramado. Então fomos comer no O Pasteleiro. Olha, eu recomendo. O Pastel é uma delícia, super recheado, vários sabores…e ainda comi a lasanha, muito boa também. 2 pastéis longa metragem + lasanha + refri/vinho custou R$23,50. Seguimos pra Três Coroas pro Templo Budista. Eu sempre quis conhecer um, não poderia perder a oportunidade. Todos adoraram. Ao entrar no templo, você vai de pés descalços, é um lugar de uma paz…Dentro é cheio de explicações sobre a religião, seu Deus, símbolos, gravuras. Tem uma comunidade que vive lá. A vista é linda, fica bem no alto da Serra. Tem uma lojinha também. Tem um salão com mantras automáticos que ficam sempre girando e espalhando as mensagens e desejos pelo ar. Tem uma estátua bem grande de buda também. Além de uma cadela que fica correndo solta por lá doida por atenção, a Nina 🙂 Saindo do Templo, demos uma parada na Loja da Caracol pra comprar os últimos chocolates e dois vinhos na Don Alejandro pra tomarmos à noite em frente a Lareira da pousada, coisa chique! Depois do descanso na Pousada, tomamos vinho, tiramos algumas fotos e fomos pra Gramado. Antes, demos uma passada ono Bill Bar. Só conhecemos, tomamos um drinque e saímos. Foi R$5,00 pra entrar e dá direito a meia hora de boliche. Mas como a fome tava apertando, resolvemos ir jantar. Jantamos um ótimo churrasco Gaúcho no Restaurante Swiss Cotage. O jantar pra duas pessoas com vinho foi R$ 36,00. Chegando na Pousada, ao abrir a porta do quarto havia um papelzinho com a previsão do tempo para o dia seguinte. Achei muito legal essa preocupação deles.

  • Parque do Caracol e Castelinho: RS 466 Canela – RS
  • Alpen Park: Estrada São João, 901 Canela – RS Fone: (54) 3282 6305
  • O Pasteleiro: R Pedro Benetti nº 32 Gramado – RS Fone: (54) 3286 3862
  • Templo Budista: Em Três Coroas, a 30km de Gramado.
  • Loja da Caracol: Av. Don Guanella, 1648 Gramado – RS
  • Swiss Cotage: Av. das Hostênsias, 1143 Fone: (54) 3286 2265

Quarta, 11/06/2008.

Acordamos na expectativa de tomar o café da Pousada Encantos da Terra. Olha! Não nos decepcionamos. Muita variedade de frios, frutas, pães, biscoitos, sucos…e também o ovinho frito na hora 🙂 Não podia faltar. A pousada é tudo de bom e mais um pouco. Tomamos o café já de malas prontas, pois de Gramado, seguimos pra Nova Petropólis e depois pra POA, pegar nosso vôo de volta que saíria às 17.30h. A grande dificuldade foi acomodar as coisas que compramos no carro. Mas no final, deu certo. Foi quase como montar um quebra-cabeça. Fizemos o check-out da Pousada, foi R$95,00 a diária. O último dia a gente separou pra fazer alguns passeios que não fizemos, além de conhecer Nova Petrópolis. Iniciamos o dia indo ao Mini Mundo. Adorei!!! É um percurso considerável com miniaturas que representam prédios e monumentos que existem no Brasil e principalmente, na Europa. A riqueza de detalhes é impressionante. Cada rua, cada casa, cada cenário tem bonecos representando alguma ação. Muito lindo. Custou R$12,00 a entrada. De lá, seguimos para o Lago Negro. Belíssimo. Alugamos o pedalinho (cisne) por R$ 10,00 pra dar um passeio no Lago. As árvores são imponentes e a vista é linda. Sem falar nos patinhos nadando. Então, encerramos nosso passeio por Gramado tirando foto nos dois Pórticos, o via Taquara e o Nova Petrópolis. Seguimos pra Nova Petrópolis. Cidadezinha bastante agradavél. Conhecemos a Praça da República e o Labirinto Verde. O Labirinto é pequeno, e deveria ser complicado chegar ao meio, mas não é porque abriram alguns pontos da cerca e fizeram passagens alternativas. Como já estava tarde, não fomos ao Parque aldeia do Imigrante, só passamos em frente. Almoçamos antes de seguir pra POA no Opa’s. Self-service com poucas opções, mas com preço barato. O almoço pra duas pessoas saiu R$15,65 com refri. Chegou nossa hora de voltar pra POA. Seguimos pela Rota Romântica. É mais bonita a estrada. Colocamos combustível pra devolver o carro com tanque cheio. Foi mais R$35,00 de combustível por casal. Chegamos ao aeroporto de POA e devolvemos o carro. Estava tudo ok. Então fomos despachar as malas e caixas de vinho, 4 ao todo. A moça no balcão da Varig nos aconselhou a colocar protect bag nas caixas pra dar mais segurança ao transporte das garrafas. Ela nos deu um cupom de R$5,00 de desconto. Foram dois pacotes por R$18,00, já com o desconto. As malas mais os vinhos somaram quase o nosso total de kg. São 23kg por pessoa, vezes 4 dá um total de 92kg. Se não me engano o total das bagagens foi 88kg. Quem não quiser pagar mais tem que atentar pra esse detalhe também. Os chocolates a gente levou em cima mesmo. Fomos relaxar e lanchar antes do embarque. Comemos no Mc Café, loja do Mc Donald’s que serve lanche diferenciado nos aeroportos. o Croissant de queijo e presunto é uma delícia. E o cappuccino não fica atrás. E assim terminamos mais uma viagem.

  • Mini Mundo: Rua Horácio Cardoso, 291 Gramado – RS
  • Lago Negro: Rua A. J. Renner Gramado – RS
  • Pórtico Taquara: Entrada via RS 115 Gramado – RS
  • Pórtico Nova Petrópolis: Entrada via RS 235 Gramado – RS
  • Praça da República e Labirinto Verde: No centro da cidade de Nova Petrópolis.
  • Restaurante Opa’s: Rua Rui Barbosa, 386 – Centro – Nova Petrópolis/RS Fone: (54) 3281 1720
  • Mc Café: Aeroporto Salgado Filho. Term 01 Lojas:309/ 10/ 11 Porto alegre.

13 comments

  1. Nossa acabei de chegar! esse lugar é mesmo maravilhoso! estou encantada com o lugar não queria nen tão cedo ir embora valeu a pena cada lugar que estive foi tudo de bom!
    indico a todos que querem conhecer Gramado!

  2. Acabei de chegar da Serra Gaúcha e, quer saber? Vou voltar assim que puder!!! É um lugar maravilhoso, com pessoas muito educadas e paisagens belíssimas. Não me arrependo de nadinha. O frio estava moderado, bem legal prá quem é do Nordeste (sou de São Luis). As minhas fotos ficaram parecidas com as suas! Bem, os lugares são os mesmos, não é? Mas eu também recomendo a visita à Miolo e à Churrascaria Garfo e Bombacha. Eu fiz vários passeios com a Jardineira das Hortênsias e eles são excelentes. Tentei fechar um pacote com empresas nacionais, mas achei bem mais interessante com essa empresa da cidade. Não arrependi. Ficaria muito mais caro de outra forma. Além disso, os guias explicam tudinho que é preciso e dão muitas dicas de onde comer bem. Recomendadíssimo o passeio.

  3. Amigaaaa tô louca pra conhecer esses lugares lindos… obrigada pelas dicas, elas serão preciosas pra essa viagem!!!
    Beijossss

  4. ANGELICA, JA TE POSTEI UM COMENTARIO E NAO SEI PORQUE NAO ESTA AQUI. RSSS . SOU NOVATA NA COMUNIDADE E BUSCO AJUDA PROS PASSEIOS,VOU NO PERIODO DE 11 A 15 DE NOVEMBRO. VOU PELA MARSANS OU PELA CVC, MAS É MINHA PRIMEIRA IDA E NAO FAÇO PASSEIOS COM RECPTIVO DE AGENCIA, SEMPRE BUSCO UM GUIA LOCAL. COMO VOU FICAR POUCO TEMPO QUERIA SABER SE VC ME AJUDAR, ME DIZENDO AQUELES PASSEIOS IMPERDIVEIS.SE VC PUDER ME DAR UM OIE. VOU FICAR MUITO AGRADECIDA. UM BJ E OBRIGADO. ANGELICA

  5. ola angelica! nossa , aodrei seu relato de viagem. viajar é uma das minhas grandes paixoes, encontrei vc na comunidade de Gramado. estive na europa por quase 2 meses (italia e espanha ) e estou querendo ir a gramado agora em outubro. la estava calor e eu adoro o frio e nao conheço nada na serra gaucha. muito legal suas dicas. vou anotar todas. um beijo grande e valeu!

  6. Angélica,
    dois anos após seu post na comunidade Serras Gaúchas ainda tem gente comentando!! Isso mostra que ele foi muito bom e ajuda bastante pra que precisa de dicas. Adorei o seu relato do passeio. Muito bem escrito e detalhado. Obrigada por compartilhar.
    Viajo semana que vem, não vejo a hora.
    Sei que já é tempo, mas você ainda tem os mapas que vocês utilizaram nos passeios? (espero que vc não tenha mudado de micro ou formatado…rs).
    Se possível, encaminha pro meu email: izampaio@gmail.com

    Obrigada,
    Iza

  7. Parabéns pela viagem pelo visto foi bem proveitosa espero que a minha seja assim também ! estou indo para lá dia 01/12/09.

  8. Parabéns, parabéns mesmo!!!!
    Vcs souberam (e muito bem) aproveitar cada segundo da viagem. Muuuito interessante o seu relato, gostei muito. Qndo fui, de lua-de-mel em dezembro/2007, fui com a cvc, e nao aproveitei tanto qntos vcs, viu?
    Abraçao, e qq coisa, me mande email.
    Tenha um ótimo final de semana!

  9. Olá! Estivemos minha esposa e eu nas Serras exatamente uma semana antes de vocês (nosso retorno a Brasília foi dia 30/05) e chamou-nos atenção a enorme semelhança de fatos, locais e roteiros da viagem de vocês com a nossa! A exceção fica por conta da hospedagem, que no nosso caso foi no Hotel Toscana, cujo atendimento e receptividade me parece ter sido melhor que no Caracol (caso de vocês). Inclusive no último dia quase perdemos o vôo em PoA exatamente por causa de um bendito ovo frito que eles prepararam pra gente, a nosso pedido. Recomendo também uma visita à Vinícola Miolo (a maior do Brasil), onde todo o trajeto da visita é acompanhado por um enólogo, e ao final da degustação, o valor da entrada é convertido em bônus para comprar produtos na lojinha da vinícola. Finalizando, este é realmente um passeio que não pode faltar no roteiro turístico brasileiro, principalmente em se tratando de casais. Pretendemos voltar um dia, mas de preferência em agosto (época do festival de cinema de Gramado) ou dezembro (época da safra nos parreirais).
    Amaury e Gleicy

  10. Ola, gostei bastante o seu roteiro d viagem. Estou planejando viajar em dezembro em lua de mel e gostaria de mais informações sobre a empresa de viagem que você foram bem como o pacote.
    Abraço!

  11. ameeei teu relato de viagem.fui a gramado em julho de 2007, mas passei so 2 dias,tb com muita chuva. agora no fim do ano vou de novo e com certeza vou utilizar tuas dicas! bjos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *