Punta del Este – Uruguai

Punta del Este, 28 a 30/04/12

No caminho Gramado-Porto Alegre recebemos a notícia de que um casal de amigos não poderia mais nos acompanhar ao Uruguai. O motivo? Ambos sem os documentos de identidade, apenas com as carteiras profissionais e sem os passaportes. O grupo de viajantes foi reduzido para 04.

Bem, nem mesmo nós sabíamos que para viajar para alguns países da América do Sul seria necessário o RG, este em bom estado e com até dez anos de emissão. Carteira de habilitação, carteira de trabalho, carteira profissional, etc. não são aceitas. Saiba mais aqui: http://goo.gl/tZ4wUp

Ainda em Fortaleza, eu resolvi, depois de por as malas no carro e apenas para receber o carimbo lindo da imigração, voltar para buscar os passaportes, meu e de meu marido.

De Porto Alegre para Montevideo, voamos pela Pluna, cuja duração do voo é de pouco mais de uma hora. O avião é pequeno, capacidade para 90 passageiros e o embarque/desembarque acontece na pista mesmo. A poltrona não era reclinável e ao lado do meu assento não havia janela. Os lanches e a água são vendidos. Há também venda de produtos do Duty Free dentro do avião.

Antes do pouso foram distribuídos os formulários de migración de la Republica Oriental del Uruguay. Chegamos ao aeroporto Carrasco por volta de 18:00. Já havíamos reservado um carro no aeroporto pela empresa Europcar. Abastecemos o carro e nos dirigimos a Punta Del Este. Montevideo dista 134km de Punta. O percurso terrestre é feito no sentido “Este” pela Ruta Interbalneária por estrada conservada e bem sinalizada. Há dois pedágios no trajeto. 

Uruguai8

UMA REDE PREGUIÇOSA PRA DEITAR

HOSTAL DE LA CANDELARIA

Hostel bastante organizado, limpo e tocado por uma simpática família. As instalações eram novinhas. Observa-se que uma grande casa foi adaptada para funcionar como hostel, onde a sala foi transformada em área de convivência. Há um grande jardim na parte detrás do hostel com espreguiçadeiras, bancos e uma área de churrasqueira.

Uruguai1

São apenas 10 quartos com decoração bastante clean e todos são suítes. A nossa vista da janela era para o jardim. Todos os quartos possuem banheiro privativo, telefone, ar condicionado, aquecimento central, cofre, TV e frigobar. O estacionamento, a utilização de bicicletas para passeio e o WI-FI estão incluídos no preço da diária. O café da manhã era simples, mas digno.

VOCÊ TEM FOME DE QUÊ?

LA QERENCIA BAR

Graças as indicações do dono do hostel, ou seja, longe da badalação turística, fugimos do convencional e fomos a lugares frequentados pelos locais. O La Qerencia bar nos surpreendeu. Climatizado, música ao vivo de primeira qualidade e atendimento muito cortês. Como estava um friozinho agradável, optamos pelo vinho. E lá se foram três garrafas. Luzinha indireta e ao redor das mesas, ao invés de cadeiras, poltronas confortáveis para dois. Há um bar com alguns telões bem no meio do salão com assentos para quem deseja um clima mais informal.

Uruguai

IL MONDO DELLA PIZZA

Sem opção em mente de local para almoçar e sem acesso à internet para fazer uma pesquisa, fomos ao Punta Shopping. O Il Mondo della Pizza é tipo um fast food cujo carro chefe é pizza, mas também há outras opções no cardápio (entrecot, chivito, calzone, etc.). O sabor não foi marcante e o atendimento apenas satisfatório, agora, uma coisa que chama a atenção é o preço das bebidas, caríssimas.

THE FROG’S

O indicado da segunda noite foi o The Frog’s. Simples, descolado e com decoração no estilo “trouxe tudo o que encontrei por aí e saí pendurando pelas paredes”. Atendimento cortês. Uma coisa que nos chamou a atenção no modo de servir uruguaio, é que, ao pedir um prato individual, eles sempre perguntam se é para compartilhar e então, já trazem as porções devidamente divididas, ao invés de por tudo na mesa e trazer dois pratos para que você mesmo faça a divisão. A pedida da noite foi peixe acompanhado de risoto e de um bom vinho. Delícia. Bom também é que os restaurantes te deixam muito à vontade na hora da gorjeta. Não há sugestão, você simplesmente deixa o que achar justo.

FREDDO

Por favor, nunca deixem de tomar sorvete artesanal no Freddo, heladería argentina, presente em 06 países, incluindo o Brasil (há lojas em São Paulo e Brasília). Há vários sabores diferentes de chocolate, de doce de leite, de frutas ou light. Tem também sobremesa, alfajores, sundaes e cafés gelados.  O sorvete não é dos mais baratos, mas vale cada centavo. E enquanto degusta o helado, pode navegar a vontade no wi-fi.

NAVEGAR EU QUERO

Iniciamos as andanças pela Playa Mansa cujo nome já indica que as águas são tranquilas. Esta se estende das paradas 01 a 24 com subdivisões para algumas delas. Na parada 16 há uma espécie de pérgola feita com ripas de madeira de onde é possível avistar alguns prédios de Punta. A passarela e as pérgolas fazem parte do Paseo Mailhos que começa na Playa Cigalle. Aliás, Punta é formada por diferentes praias e apesar de denominadas praias, o que as margeiam completamente não é apenas o mar, mas sim de um lado o Río de la Plata e do outro o Oceano Atlântico.

Uruguai2

Na temporada de verão, as areias ficam cobertas de turistas com suas cadeiras de sol, porém estivemos lá no outono, ou seja, época de vento frio agradável.

Na Playa El Emir, já do lado do Oceano Atlântico, há um monumento dedicado a padroeira de Punta del Este, La Virgen de La Candelaria, uma espécie de oratório sobre rochas com a virgem fica de costas para o mar. Nas rochas encontram-se afixadas placas de agradecimento à santa depositadas pelas pessoas que obtiveram alguma graça. Essa praia está sempre repleta de pranchas e, diferente da praia mansa, aqui o mar é profundo e bravo.

Uruguai3

A Punta de la Salina, formação rochosa que separa e une o Rio de la Plata ao Oceano Atlântico, é um dos locais mais frequentados e fotografados pelos turistas. Fotografamos as esculturas El Canto de las Sirenas, uma família de sereias feitas com pedras que impressionam pela riqueza de detalhes.

Na Playa Brava, se encontra o Monumento al Ahogado ou coloquialmente, Monumento Los Dedos ou La Mano, símbolo máximo de Punta e obra de um artista chileno. De lá, seguimos para o Barrio antiguo de Punta del Leste onde estão localizados o Faro de Punta del Este, a Estación Meteorológica e a Iglesia de la Candelaria. Em Punta também há um hotel/cassino, o Conrad, cuja estrutura conta ainda com bares, restaurantes, spa e nightclub.

Uruguai4

Próxima parada, o porto. Há passarelas para caminhar e apreciar a paisagem dos barcos e iates atracados, além de bancos para sentar, prosear e apreciar o sol. Pena que estava nublado e o pôr-do-sol foi encoberto pelas nuvens. Há também vários restaurantes com vista para a marina.

Na península de Punta também é possível, na interseção das Ruas El Trinquete e Capitán Miranda, cruzamento este conhecido como Canto dos Quatro Mares, ver água (do rio e do mar) para qualquer das ruas que você olhar, dando a sensação de que você está em uma ilha.

Uruguai5

Ao cruzarmos a ponte ondulada sobre o Rio Maldonado, obra do uruguaio Leonel Viera, encontramos La Barra, reduto jovem de Punta e com funcionamento sazonal (apenas no verão). O que vimos ao cruzar a ponte foi uma cidade fantasma, com todos os estabelecimentos e casas fechadas. Dizem que no verão essa parte da cidade bomba…

Uruguai6

A dezoito quilômetros de Punta fica José Ignácio, onde foi erguido um farol de 45 metros de altura construído em 1877 sobre o extremo mais rochoso e saliente da península. Pode-se pagar um valor pequeno e subir ao topo do farol (150 degraus de escada) de onde se tem uma vista de 360° da região.

CASOS, COISAS E CURIOSIDADES

É costume uruguaio tomar chá mate. Então, não estranhe se encontrar algumas máquinas parecidas com aquelas que vendem refrigerante, mas que na verdade, fornecem água quente fervida.

Os comércios em geral aceitam pagamentos em Real sem problemas, realizando a conversão de moedas na hora, mas o troco você receberá em Pesos Uruguaios.

Achamos uma casa ou comércio na estrada para José Ignácio com uma enorme bandeira onde estava escrito Canoa Quebrada (famosa praia cearense).  Encontramos também uma loja, com o mesmo nome, no centro comercial de Punta, onde vendia-se souvenirs e lembrancinhas da região. Alguém passou pelo Ceará e gostou!!!

Uruguai7

Pelo menos à época, não havia quase internet wi-fi disponível nos estabelecimentos comerciais de Punta. Descobrimos um posto de gasolina cuja loja de conveniência tinha sinal aberto, então, esse local era nosso ponto de parada sempre que queríamos pesquisar ou postar algo na internet ;-). Até a data de publicação desse post, nem o Google Street View passou por lá.

E assim, nos despedimos de Punta. Próximo destino: Montevideo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *