Chapada Diamantina

Quarta, 11/10/06.

Partida do Aeroporto Pinto Martins (FOR) às 16:25hs

Chegada no Aeroporto Luis Eduardo Magalhães (SSA) às 18:00hs

Fizemos a reserva pra locar um carro e receber no aeroporto. No horário combinado, o carro chegou, mas estava sem um pingo de combustível, não deu nem pra sair do aeroporto. A própria pessoa que trouxe o carro foi comprar combustível e trouxe em um saco plástico. O carro saiu barato (um Gol), foi R$60,00 a diária com km livre mais R$20,00 de taxa pra receber/entregar o carro no aeroporto. Não lembro qual o nome da locadora. Eu sei que a gente riu a beça porque a buzina do carro era igual a de caminhão. 🙂

Do aeroporto, seguimos para o chalé da AABB – Associação Atlética do Banco do Brasil em Salvador. Muito bom o chalé, com capacidade para 4 pessoas e a diária custou R$100,00. Tínhamos que passar a noite em Salvador, pois a estrada pra Lençóis é perigosa. Deixamos as coisas no chalé e fomos para o Aeroclube encontrar com mais um casal que viajaria conosco. Tomamos um choppinho e jantamos no Yan Ping, self service de comida chinesa R$23,50 o kg. Depois tomamos sorvete, uma delícia, na sorveteria Perini. Por volta de meia noite retornamos ao chalé.

  • Chalés da AABB: Rua Deputado Paulo Jackson, 869 – Piatã – Salvador – BA Cep. 41.650-020 – Fone: (71) 2106 8250
  • Aeroclube: Av. Otávio Mangabeira, 6000. Salvador – BA

Quinta, 12/10/06

Acordamos às 5:00h pra buscarmos um outro amigo que viajaria conosco e de lá, seguimos para Lençóis-BA. Paramos num supermercado e fomos tomando café no carro mesmo. O percurso pra Lençóis é assim: Segue de Salvador pra Feira de Santana pela BR 234, ao chegar em Feira pega a BR 116 até cruzar com a BR 242(em Argoin) e segue pela BR 242 até Lençóis. São 425km de Salvador até Lençóis. A gente cometeu alguns erros no caminho, pois a estrada não é muito sinalizada e algumas pessoas a quem pedimos informações não foram nada prestativas, além de ter um tráfego imenso de caminhões durante o percurso, o que torna a viagem mais lenta e perigosa.

Enfim, saímos de Salvador depois das 06:00h e chegamos a Lençóis por volta das 13:00h. Nós reservamos a Pousada Lavramor em Lençóis. A Pousada é bem aconchegante e o café da manhã é bastante farto, além disso, o dono de nome Baggio já foi guia e sempre era muito solícito e prestativo em explicar pra gente sobre os passeios que tínhamos selecionado. Deixamos as coisas na pousada e fomos almoçar. O Baggio nos indicou o Restaurante Grisante. Excelente comida caseira, uma delícia mesmo. A refeição pra duas pessoas com bebidas saía entre R$25,00 e R$30,00.

Como já estava tarde, fizemos apenas o passeio do Ribeirão do Meio e do Poço do Diabo. Ambos ficam no mesmo local, a 4km de Lençóis. O Ribeirão do Meio é um tobogã natural muito legal, você escorrega e cai no rio. Eu não fui, só fiquei observando as pessoas se refrescarem. Já o poço é uma queda d’água de 20 metros de altura ideal para a pratica de esportes, como tirolesa e rappel.

Fizemos mais uma trilha e chegamos a Cachoeira do Diabo por cima. Teve um doido que se jogou até lá embaixo, ainda bem que ele conseguiu sair nadando, andando.

Ficamos exaustos depois desse passeio e do percurso até a cidade, então descansamos um pouco na pousada e fomos jantar. Olha! Essa pizzaria, eu nunca

esqueci. A pizza é simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. O pizzaiolo faz a pizza na sua frente. O nome do lugar é Pizza na Pedra. A gente sempre pedia 2 pizzas pra dividir por sete e saía em torno de R$25,00 por casal com bebidas. Lá é tão bom que teve direito a bis no penúltimo dia.

  • Pousada Lavramor: Praça João Colosso, s/n (antiga rua do Cajueiro) Lençóis – BA Fone: (075) 3334 1280
  • Restaurante Grisante: Rua José Florêncio, s/n° Lençóis-BA FOne (075) 3334 1008
  • Pizza na Pedra: Avenida Senhor do Passos, 20 – Centro – Lençóis – BA Fone: (075) 3334 1475

Sexta, 13/10/06.

Acordamos por volta das 07:30 e tomamos o delicioso café da pousada. Fomos em direção à Iraquara. Nessa hora o Guia 4 Rodas era nosso maior aliado. Chegamos a cidade das cavernas. Fomos visitar a caverna subterrânea da Lapa Doce. Show de bola. O guia era uma paciência só, sempre nos deixando a vontade pra tirar fotos, e uma vez até apagou o lampião pra que a gente visse a iluminação natural (ou falta dela) na caverna. Não lembro quanto a gente pagou.

Sete quilômetros adiante chega-se à Fazenda da Pratinha, onde ficam as grutas Pratinha e Azul. Paga-se R$10,00 pra entrar. Lá mesmo a gente almoçou, tem um restaurante self service. Na gruta Azul não é permitido banho. O interessante é ver o sol entrar pelo buraco da caverna e por conta dos minerais presente em seu interior, a tonalidade da água fica azul. Já na Pratinha, fizemos o mergulho. O equipamento (snorkel e pés de pato) se não me engano, são pagos por fora. É muito lindo, a água é cristalina, dá pra ver bem o fundo e alguns peixinhos também. Nas águas igualmente cristalinas do rio que correm por fora da gruta, entretanto, pode-se nadar à vontade, curtindo a beleza da natureza. Fizemos também tirolesa com queda no rio. Show de bola!

De lá, retornamos para ver o Morro do Pai Inácio. Fica a 18km depois da entrada de Lençóis. A estrada que dá acesso ao morro é de terra e um tanto íngreme. Pagamos acho que R$5,00 pra subir. A subida é cansantiva demais, cerca de 400m de trilha, mas ao chegar lá em cima, compensa qualquer esforço. O pico fica a 1.150 m acima do nível do mar. O visual da cadeia de montanhas é lindo. Só não deixem pra descer a noite. A gente começou a descer quando estava escurecendo e tivemos dificuldade em alguns pontos. Tem gente que acampa lá em cima. O nome do morro é devido a um escravo de nome Inácio que se apaixonou pela esposa de um coronel. Sabendo disso o coronel mandou os pistoleiros atrás dele, que o encurralaram lá em cima. Sem ter pra onde ir, Inácio pulou com a sombrinha de sua amada. 🙂

Voltamos pra pousada, descansamos um pouco e depois fomos jantar. Jantamos no Trattoria Bell’Itália. Eu e mais um casal sentamos no restaurante e fizemos nosso pedido, enquanto as outras três pessoas do nosso grupo saíram pra comer acarajé. Quando eles voltaram, vieram com latas de cerveja na mão e sentaram na nossa mesa. O dono quando os viu consumindo cerveja que não tinha sido comprada na casa, foi bastante grosseiro, o que nos deixou bastante chateados. Deu uma vontade de ir embora…Enfim, eu acho que existem formas de se dizer as coisas, e ele escolheu a pior. A comida desceu até indigesta por conta disso. Até que a comida era boa. Foi R$24,20 uma massa a carbonara(que serviu 2 pessoas) mais refri. Depois, fomos tomar um chopp no Grizante e sorvete na Sorveteria Verde Lima.

  • Trattoria Bell’Itália: Rua das Pedras – Lençóis – BA Fone: (075) 3334 1454
  • Sorveteria Verde Lima: Rua da Baderna, 36 – Lençóis – BA Fone: (075) 3334 1632

Sábado, 14/10/06.

Tomamos café e pegamos a estrada rumo a Andaraí. São 150km de estrada e muitos buracos. Fomos primeiro para o Poço Azul em Nova Redenção. O mergulho lá foi excelente. Seguimos para o Poço Encantado, em Andaraí. Foi R$5,00 pra descer no poço. Almoçamos no Bar do Poço, uma comidinha caseira muito boa, enquanto esperávamos a nossa vez. Ao descer, a paisagem do Poço Encantado impressiona. Quando o raio solar entra por um buraquinho que tem na caverna, a água fica com tonalidade azul. Muito lindo. Daí vem o nome de encantado, pois a pessoa que descobriu o poço achou que tinha encanto na água, pois quando a via de longe, ela era azul, e quando a pegava em sua mão, a água era cristalina. 🙂 Depois a gente ainda subiu pra cidade de Igatu, a cidade fantasma, mas não deu pra ver muita coisa porque estava escurecendo. Até trilha no escuro a gente inventou de fazer lá. Voltamos pra Lençóis e comemos de novo na Pizza na Pedra 🙂 Depois fomos comprar os presentinhos e provar os licores de uma lojinha que tem lá. Vou nem dizer que teve gente que saiu cambaleando. Tomamos uma cervejinha em uma lanchonete e fomos dormir.

Domingo, 15/10/06.

Acordamos por volta de 08:00, tomamos café e fomos conhecer algumas atrações no entorno de Lençóis. Fomos para o Serrano, antigo garimpo e para o Salão de Areias Coloridas.

Vimos também uma queda d’água, que parece uma bica, a Cachoeirinha e depois caminhamos até a Cachoeira da Primavera, onde os meninos tomaram banho e adoraram. É ótimo pra se refrescar depois da trilha de subida.

Almoçamos no Grizante, fizemos as últimas compras, arrumamos as malas, fizemos o check out e seguimos pela estrada de volta a Salvador, felizes, até que levamos uma multa por estarmos sem cinto no banco de trás. Que droga! 🙁 Chegamos a Salvador por volta de 21:00, fizemos o check in e fomos novamente jantar no Aeroclube. Ficamos cochilando no aeroporto, pois o vôo atrasou de 01:30 pra 05:20 da madrugada.

22 comments

  1. Já passei alguns dias das férias em Lençois, fui de Campinas de carro, é muito maravilhoso, recomendo.

  2. Estive em Lençõis recentemente, eu minha esposa e meus dois filhos foi maravilhoso ficamos 3 dias nessa cidade muito receptiva fiquei hospedado na pousada ” Tradição “, uma otíma pousada com uma bela área verde em seu entorno, e um otimo café da manhã recomendo, tivemos a sorte de ser guiado pelo garoto Daniel, um otímo guia e um grande amigo.

  3. Olá ADG,
    Eu sugiro que você faça o percurso antes, não pelo fato de a estrada ser mal sinalizada, mas porque como estamos atravessando um período chuvoso, a estrada pode estar bem danificada. Na época em que fizemos o percurso de carro, havia alguns trechos esburacados. Recomendo também prudência, pois o trecho Salvador-Lençóis tem muito tráfego de caminhões.

  4. Admin, em primeiro lugar parabens pelo seu relato. Viagem fantastica!!!!

    Tenho uma pergunta: tenho um pequeno grupo interessado em fazer o mesmo, so que alugando um onibus em Salvador. Sao americanos jovens. Voce acha mais prudente eu ir antes para verificar o aluguel do onibus, paradas na estrada, hotel e restaurante? Vc acharia arriscado eu ir direto com o grupo sem antes fazer uma inspeção?

    Obrigada mais uma vez
    ADG

  5. Nossa!!! Deu vontade de ter viajado pra la com voces com tantos detalhes e emocao!!! Valeu mesmo!!!

  6. TÔ INDO AMANHÃ PELA PRIMEIRA VEZ COM A FAMILIA, MARIDO E DUAS MENININHAS, VAMOS DE CARRO, COM A CARA E A CORAGEM. E QUE SEJA FEITA A VONTADE DE DEUS , QUE EU ESPERIMENTO A CADA DIA E É BOA , PERFEITA E AGRADÁVEL!! IUHUUUUU!!!!
    NA VOLTA CONTO AS NOVIDADES.

  7. Muiiiiiiiiiito bacana!! Eu estarei indo acampar em Lençóis no dia 3 de setembro. Provavelmente devo ir no poço ou cachoeira do diabo , devo visitar algumas cavernas e montanha etc, se você quiser depois te mando as fts para vc colocar no site. Parabéns a idéia é muito boa e esta tudo muito esclarecedor, eu adorei as dicas, paerec ser tudo muito maravilhoso mesmo! Já vi que vou amar esse lugar!! Obrigada!!

  8. Ah, e quanto ao Poço Encantado, ele é maravilhoso!!! Mas, não me surpreende terem fechado para visitação, pois o acesso era bem complicado mesmo!

  9. Viagem maravilhosa!!!! Me vi numa foto!!! hehehehe Descrição perfeita para tudo!!! A única coisa que deixou a desejar foi o atendimento nos restaurantes mesmo… no mais, tudo perfeito!!!!

  10. Perla,
    Eu tbm adorei minha viagem! Ficou um gosto de quero mais. Lugar magnífico.
    abraço!!!

  11. Acabei de chegar da Chapada Diamatina, um lugar magnifico conheci belas pessoas, fiz amizades para eternidade! comprei um pacote de uma semana com a agencia que Ricardo GoldSmith indicou!
    eles são 10! R-E-C-O-M-E-N-D-O A D-I-S-C-O-V-E-R C-H-A-P-A-D-A uma equipe e tanta!

    para quem for, pode ir com eles!

    Obrigado, breve volterei!

    Perla Gema! Nossa meu, é muito lindo! abraaaço!=9

  12. chiesi mariagrazia e daliana,
    A comida na Trattoria era boa sim, mas o tratamento dado aos nossos amigos por conta da situação, não foi nada agradável. Mas concordo, a comida era muito boa 🙂

  13. Eu tambem foi la’ gostei de todas as trilhas e passeios da Chapada Lençois e gostei tambem das comidas otima a da Trattoria

  14. Eu e meu esposo ja fuimos en Lençois verias veces e gostamos muito de la achamos tudo muito bonito seja os passeio,que a cidade e as pessoas que moram la,e contrariamente ao que o amigo esta’ contando nos comemos em varios restaurantes e devo dizer, que o melhor para massas e pizza e’ o da trattoria bell’italia e os donos sao bem legais podem ir la’ curtir tranquillamente tudo passeios e resturantes !!

  15. Fui à chapada 2 vezes e em ambas fiquei na Lavramor. O baggio é uma figurassa, a pousada é ótima…. recomendo a todos…

  16. Bom Rondinelli,
    nós não tivemos nenhum problema, não aconteceu nada de ruim. O que eu destacaria pra ter atenção é a estrada Salvador-Lençóis que achei muito mal sinalizada, além do tráfego de caminhões ser imenso, o que deixou a viagem lenta e mais perigosa. A qualidade das estradas, por exemplo a que dá acesso ao poço encantado na época estava muitoooooooo esburacada. No mais, ocorreu tudo bem. Pode ir lá curtir tranquilo 🙂

  17. Quais são as roubadas, se realmente elas existem, em uma viagem à Chapada Diamantina?

  18. ACABEI DE CHEGAR DA CHAPADA DIAMANTINA, PASSEI 15 DIAS, VISTEI TODOS OS LUGARES POSSIVEIS, SO NAO O POÇO ENCANTADO, POR QUE ESTA FECHADO PARA VISITA, MAIS FOI OTIMO A NOSSA VIAGEM, FOMOS EM GRUPO DE 8 PESSOAS, ENTRAMOS EM CONTATO COM A DISCOVER CHAPADA. RECEPTIVO QUE FAZ PACOTES LEGAIS NA CHAPADA, INDICO!
    http://WWW.DISCOVERCHAPADA.COM

    TEM ÓTIMO GUIAS, ALEM DO CITY TOUR, JANTAR ÓTIMO QUE ELES OFERECEM!

    BOM PASSEIO PRA VCS!

  19. Olá! Irei passar revellion na chapada e gostaria de saber se vc indica realmente a pousada Lavramor como estadia… Lá tem ventilador nos quartos? Grata pela atenção. ah: e parabéns por seu blog! ele é muito útil!!!!

  20. Parabéns! Seu site é excelente, detalhista e muito útil. Adorei mesmo, principalmente pq vc faz algo que poucos se preocupam em fazer: coloca os preços!

  21. Simplesmente maravilhoso e … fidelíssimo na descrição do ambiente. Conheço tudo, mas não vejo há 27 anos. Obrigada.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *